Seja bem-vindo(a) ao Site da Paróquia São Pedro de Ponte Nova (MG)

16 de junho de 2024 . Acesse nossas Redes Sociais

Notícias

01/02 Notícias da Igreja Papa Francisco acolhe pedido de renúncia e nomeia novo bispo para a diocese de Livramento de Nossa Senhora (BA)
Compartilhar

O Papa Francisco, acolhendo o pedido de renúncia apresentado por dom Armando Bucciol, nomeou nesta quarta-feira, 1º de fevereiro, dom Vicente de Paula Ferreira, atual bispo auxiliar de Belo Horizonte, como novo bispo da diocese de Livramento de Nossa Senhora, na Bahia. A Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação ao novo bispo e agradecimento ao, agora, bispo emérito. 

Biografia de dom Armando

Dom José Armando Bucciol nasceu em Villanova de Motta de Livenza, província de Treviso, na Itália, em 3 de julho de 1946. Cursou Filosofia e Teologia no seminário diocesano de Vittorio Veneto. Foi ordenado sacerdote no dia 12 de setembro de 1971, na diocese de Vittorio Veneto.

Depois da ordenação, cursou Teologia Pastoral e especializou-se como professor de Ensino Religioso em Perdenone, de 1973 a 1975. De 1977 a 1979 estudou Liturgia Pastoral, no Mosteiro Beneditino Santa Justina, em Pádua. Fez doutorado na faculdade de Santo Anselmo, em Roma (1979-1980), e, em Pádua, concluiu com a licenciatura doutorado em Sagrada Teologia, com especialização em Liturgia Pastoral.

Dom Armando Bucciol

Foi coadjutor na paróquia de Serravalle, em Vittorio Veneto, de 1971 a 1978; professor de Ensino Religioso por 16 anos; por 11 anos, além dos serviços pastorais nas paróquias de Farra de Soligo (1978-1980), Barbisano e Soligo (1980-1991), trabalhou junto a pessoas com problemas especiais (alcoólatras, drogados, excepcionais físicos, doentes mentais), na Cáritas diocesana, na formação de lideranças e na Pastoral da Juventude.

Em 1991, veio para o Brasil como fidei donum, atuando na diocese de Caetité, na Bahia. Exerceu seu ministério como reitor do Seminário São José (1991-2001), vigário das paróquias de Candiba (1991-2004), Riacho de Santana e Matina (1998-1999), Lícinio de Almeida (2002-2004); coordenador de Pastoral (1995-2004); Professor na Escola de Teologia para Leigos.

Em 17 de Abril de 2004 foi sagrado bispo na cidade de Guanambi, tomando posse na diocese de Livramento de Nossa Senhora, no dia 18 de abril.

No dia 11 de maio de 2011 foi eleito presidente da Comissão para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e, em 2015, reeleito para o serviço até 2019.

Em abril, dom Armando foi eleito membro da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, para o quadriênio de 2019 a 2023.

Em solene liturgia na Catedral Diocesana de Nossa Senhora do Livramento, dom Armando celebrou no dia 12 de setembro de 2021, junto ao clero diocesano, bispos e amigos o Jubileu de 50 anos de ordenação presbiteral.

Seu lema episcopal é: “O amor de Cristo nos impulsiona”.

Biografia de dom Vicente de Paula Ferreira

Dom Vicente de Paula Ferreira nasceu em Alegre (ES), no dia 27 de outubro de 1970. É graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e em Teologia pela Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE). Tem doutorado em Ciência da Religião pela UFJF, com estágio pós-doutoral em Teologia, na FAJE.

Dom Vicente de Paula Ferreira

Autor de várias obras, integrante da Sociedade de Estudos Psicanalíticos de Juiz de Fora, foi formador de estudantes Redentoristas de Teologia em Belo Horizonte.

Tornou-se religioso da Congregação Redentorista, na Província do Rio de Janeiro, em 1992. Ordenou-se sacerdote em 1996. Na Congregação Redentorista, dedicou-se à Província do Rio, Minas e Espírito Santo. Foi promotor vocacional, formador, vigário paroquial, participou de importantes trabalhos missionários e, por quase uma década, exerceu o ministério de Provincial da Congregação.

O Papa Francisco o nomeou bispo auxiliar da arquidiocese de Belo Horizonte no dia 8 de março de 2017. A ordenação episcopal foi celebrada no dia 27 de maio do mesmo ano, na Igreja São José, Centro de Belo Horizonte.

Foi eleito presidente da Comissão para a Ação Missionária do regional Leste II da CNBB no dia 5 de junho de 2019, para o quadriênio de 2019 a 2023. Atualmente, também é membro da Comissão Especial sobre a Mineração e Ecologia Integral da CNBB.

Seu lema episcopal é: “A caridade jamais se acabará”.

Saudação e agradecimento da CNBB

A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou nota de saudação ao novo bispo da diocese de Livramento de Nossa Senhora, na Bahia, dom Vicente de Paula Ferreira, e um texto de agradecimento ao dom Armando Bucciol, agora emérito.

Saudação a dom Vicente de Paula Ferreira

Estimando dom Vicente,

Recebemos com muita alegria, nesta quarta-feira, 1º de fevereiro, a notícia de sua nomeação, feita pelo Papa Francisco, como novo bispo da diocese de Livramento de Nossa Senhora, na Bahia.

Para saudar-lhe gostaríamos de recordar as palavras do Papa Francisco em uma de suas Audiências Gerais sobre a catequese e a paixão pela evangelização.  Nela, o Papa nos diz que o anúncio de Jesus sempre deve comunicar o deslumbramento do encanto da graça.

É neste ensejo que recordamo-lhes de que não podemos falar de Jesus sem alegria, porque a fé é uma história maravilhosa de amor que se deve partilhar; se falta a alegria, o Evangelho não passa, porque este – como indica o significado grego da palavra – é Boa-Nova, anúncio de alegria.

Por isso, desejamos que, em sua nova missão, Jesus o ajude a anunciá-lo como Ele deseja, comunicando alegria, libertação, luz, saúde e deslumbramento a todos, a começar pelos pobres.

Em Cristo,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Arcebispo de Cuiabá (MT)
Segundo Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB

Agradecimento a dom Armando Bucciol

Estimado dom Armando Bucciol,

Gostaríamos de agradecer-lhe por sua total dedicação e doação à Igreja no Brasil, especialmente sua dedicação a diferentes trabalhos realizados na CNBB.

Durante o seu tempo de atuação, na Igreja Particular de Livramento de Nossa Senhora, na Bahia, pudemos perceber e sentir o seu zelo por evangelizar, fixando sempre o seu olhar em Jesus, que é o modelo do evangelizador.

Recordamos, aqui, que ao falar sobre si, Jesus apresenta-se como Bom Pastor. E ser pastor não é um mero trabalho, mas um estilo, um modo de viver. O Bom Pastor ouve o rebanho, guia o rebanho, cura o rebanho.  E o rebanho sabe distinguir os pastores, não erra: o rebanho confia no Bom Pastor, confia em Jesus.

E quando há um Bom Pastor que leva em frente, há o rebanho que vai em frente. E o senhor, Dom Armando, a exemplo de Jesus, deu confiança ao povo de sua diocese, servindo-os com muito carinho e dedicação.

Desejamo-lhes que o seu tempo de emeritude seja de ternura e paz, porque o nosso Pastor cuida de nós. “O Senhor é meu pastor, nada me faltará” (Sl 22, 1).

Que a Palavra de Cristo seja luz em seu novo caminho,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Arcebispo de Cuiabá (MT)
Segundo Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB

CNBB

VEJA TAMBÉM