Seja bem-vindo(a) ao Site da Paróquia São Pedro de Ponte Nova (MG)

25 de fevereiro de 2024 . Acesse nossas Redes Sociais

Notícias

19/06 Notícias da Igreja Comissão para a Liturgia da CNBB realiza formações sobre a 3ª edição do Missal Romano
Compartilhar

A Igreja no Brasil se prepara para receber e implementar o uso da 3ª edição típica do Missal Romano. Com a tradução para o Português do Brasil aprovada pela Santa Sé, as dioceses terão até o 1º domingo do Advento para iniciar oficialmente o uso dos textos litúrgicos atualizados. Nesse período de preparação, a Comissão Episcopal para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem favorecido momentos de formação em vários locais do Brasil.

As assessorias nas dioceses têm sido oportunidade para apresentar as particularidades e o que é próprio para a Igreja no Brasil, além de recordar e aprofundar o significado e a importância do Missal Romano na liturgia da Igreja, explica o assessor da Comissão para a Liturgia da CNBB, padre Leonardo Pinheiro. Ele tem atendido diversas demandas para formações dirigidas principalmente aos cleros diocesanos.

“O grande interesse é saber o que muda, as novidades, mas é importante compreender que não se trata de um novo rito. O rito é sempre o missal de Paulo VI, segundo a reforma litúrgica do Concílio Vaticano II”, explica o assessor. Também tem gerado interesse como fica o novo calendário dos santos, no caso o calendário litúrgico dos santos no Brasil.

O texto que agora será usado por toda a Igreja no Brasil, segundo padre Leonardo, é uma revisão da tradução feita do latim para o Português do Brasil. Com isso, “a 3ª edição do missal traz as disposições litúrgicas e canônicas de 1975 em diante”.

A terceira edição típica do Missal Romano foi promulgada em 2002 por São João Paulo II e revisada em 2008. E incorporou as disposições litúrgicas e canônicas desde a segunda edição típica, de 1975. A tradução brasileira, além das disposições da revisão de 2008, também contém as feitas pelos Papas Bento XVI e Francisco.

O Papa Francisco, por exemplo, determinou a inclusão de São José nas Orações Eucarísticas 2, 3 e 4; incluiu alguns santos no calendário litúrgico universal; institui a memória de Maria, Mãe da Igreja, na segunda-feira depois de Pentecostes; para o rito do Lava-pés, na Quinta-feira, modificou a rubrica para “pessoas escolhidas”, não somente homens; elevou a memória de Santa Maria Madalena ao grau de festa; e no dia de Santa Marta, acrescentou os irmãos dela, Maria e Lázaro.

Formações realizadas

Barra do Piraí – Volta Redonda (RJ)

Diocese promove formação sobre a 3ªedição Típica do Missal Romano

Diocese de Nova Iguaçu (RJ) – 15 e 16 de maio

Foto: Tiago Fernandes/Diocese de Nova Iguaçu

Arquidiocese de Juiz de Fora (MG)

Foto: arquidiocese de Juiz de Fora

 

• Regional Sul 2 (Paraná) – 2 e 9 de junho

O bispo de Paranaguá (PR) e ex-presidente da Comissão para a Liturgia da CNBB, dom Edmar Peron, conduziu duas formações on-line nas manhãs dos dias 2 e 9 de junho. Voltada para o clero e agentes de pastoral do Regional Sul 2, a formação também pôde ser acompanhada de outros lugares do Brasil com a transmissão das duas aulas ao vivo pelo Youtube.

• Diocese de Valença (RJ) – 14 a 15 junho

Agendadas

Diocese de São João del Rei (MG) – 21 de junho
Diocese de Guarapuava (PR) – 27 e 28 de junh
Julho: No MS 3
Dioceses de Três Lagoas (MS) e Jardim (MS) e arquidicoese de Campo Grande (MS) – julho

Na arquidiocese do Rio de Janeiro, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) oferece o curso “A nova edição do Missal Romano”, que abordará sobre as dimensões patrística, litúrgica, espiritual e pastoral da atual versão.

Foto de capa:  Tiago Fernandes/Diocese de Nova Iguaçu

CNBB

VEJA TAMBÉM